QUEM SOMOS

 

Uma Associação que tem por objetivo proporcionar as condições para as pessoas interessadas em iniciar ou aprofundar sua formação psicanalítica, orientando-se pela ética do desejo e do rigor teórico. 

 

O PPL abriga três graus de associados

 

O associado optante dedica-se ao estudo da psicanálise.

O associado psicanalista praticante, fazendo ou finalizado a sua análise pessoal, está determinado a pôr à prova seu desejo de ser psicanalista.

A prática simultânea do estudo,

Da supervisão e

Dos estudos de casos lhe oferecerá parâmetros para refletir sobre a determinação de seu desejo. Os demais associados dão testemunho desse percurso.

 

O associado Psicanalista que, tendo feito sua formação, tenha passado pelo passe ( Lacan).

O PPL sustentará a formação de seus analistas; ele se propõe a ser o locus de sua efetuação.

 

O PPL é um lugar onde os analistas e os que se interessam pela psicanálise podem realizar estudos sobre seus fundamentos teóricos, sua história, seus protagonistas, e sua clínica. Acima de tudo, é um lugar onde os pares testemunham o percurso dos demais.

O PPL condiciona a possibilidade de ser analista a um só item:

 

o desejo de cada um provado no divã, confirmado na prática clínica e no estudo, bem como testemunhado entre os membros. A supervisão será necessariamente uma instância intermediária.

 

O PPL tem por objeto e fim o estudo do inconsciente descoberto por Freud em suas manifestações e retomado por Lacan como discurso do Outro.

Este estudo é aberto a todos que se deixam interrogar pela descoberta disruptiva da psicanálise.

 

O PPL é um abrigo onde se propõe avivar a experiência psicanalítica. A única coisa que justifica sua existência é renovar permanentemente a verdade de sua descoberta. Trata-se de uma causa, a causa psicanalítica. As associações de psicanálise, a história o confirma, que viram rotina, morrem, falham por falta de invenção.

 

O PPL constitui-se pelos seus membros, analistas ou não.

 

Princípio Fundante:

 

O PPL adota, para todos os efeitos, na formação de novos analistas, o princípio proposto por Jacques Lacan e colocado no frontispício de sua Escola: "O analista não se autoriza a não ser por si mesmo". A responsabilidade da sua formação incumbe inteiramente ao próprio candidato. A Associação oferece os meios. A única coisa que conta para a o PPL é o trabalho do associado. "É o trabalho queconta", disse Lacan; o que o analista pode criar de novo a partir do real, é o que importa.

 

O PPL poderá vir a reconhecer a formação psicanalítica de um de seus associados, desde que ele:

 

Participe ativamente no estudo da teoria e clínica psicanalíticas.

Apresente estudos de caso e participe das discussões expostas por outrem.

Tenha feito sua análise pessoal.

 

· Tenha sido tocado pela experiência psicanalítica, absolutamente singular, única. A experiência da subjetividade a partir do inconsciente. "A experiência psicanalítica não é outra coisa que estabelecer que o inconsciente não deixa nenhuma de nossas ações fora de seu campo" (Écrits, p.514).

 

Tenha feito sua supervisão, demonstrando conhecer e saber prestigiar a arte da transferência e, nela, o poder de cura pela palavra.

 

- Associado Optante

O PPL é uma Associação aberta à comunidade. Dela pode participar como associado, qualquer cidadão que deseje estudar e pesquisar a psicanálise, seja em intensão ou extensão. "Em intensão" entendemos, segundo Lacan, a psicanálise pura, sua teoria, seus princípios e seus avanços, enfim, aquela que cuida de seus operadores. A "psicanálise em extensão" compreende sua aplicabilidade, seja em clínica ou em qualquer outro ramo do saber humano. Trata-se de presentificá-la ao mundo.

O Associado Optante é o par que propõe se dedicar ao estudo da psicanálise dentro da Associação e ao estilo dela. Isso implica numa relação mútua de trabalho na qual o associado optante produza junto a seus pares.

 

Associado Psicanalista Praticante

O associado que, tendo feito, ou estando a fazer, sua análise pessoal, esteja determinado a pôr à prova seu desejo

 

de ser psicanalista. A prática simultânea de análise, do estudo, da supervisão e do estudo de casos oferecer-lhe-á parâmetros para aquilatar a determinação de seu desejo. Trata-se de associados que podem testemunhar os problemas cruciais da psicanálise e que se propõem a ajudar resolvê-los.

 

Associado Psicanalista do PPL

Tendo feito sua formação, em teoria e prática da psicanálise, tenha passado pelo passe. É aquele cuja perseverança na qualidade de trabalho analítico o PPL reconhece.

Exige-se do analista disposição para uma incessante revisão, além de muito estudo e cultura.

facebook_untitled.jpg
facebook_untitled.jpg
facebook_untitled.jpg
facebook_untitled.jpg
IMG_20190424_193108645.jpg